Megadeth põe casa abaixo em apresentação supreendente
Postado em 18 de agosto de 2016 @ 15:57 | 219 views


O quarteto de Mustaine passou pelo Brasil no mês de agosto e nós estivemos lá para assistir. Mas não estávamos prontos para ver o que vimos!

Não foi a primeira vez que o Megadeth esteve na capital gaúcha. A banda já esteve em Porto Alegre no passado em apresentações que não impressionaram tanto. Desta vez, se apresentaram no Pepsi On Stage na terça-feira do dia 16 de agosto de 2016, apresentando o álbum Dystopia.

Na manhã seguinte, recebi mensagem em áudio de um amigo que havia comparecido aos dois shows anteriores da banda em Porto Alegre e, por não ter se impressionado, decidiu não estar presente na apresentação desta semana. Sua preocupação era bastante simples: “É verdade o que todos estão dizendo? Foi tão bom assim?”. Acumulei o máximo de força que pude nos músculos da garganta para fazer soar algum timbre do pouco de voz que me restava e consegui pronunciar: “Cara, foi brutal”.

A organização da Abstratti Produtora estava impecável. Copos comemorativos do show eram opção sustentável para não poluir o planeta com mais plástico do que ele já possui. O som, que normalmente é bastante prejudicado pela acústica da casa, estava excelente. Filas organizadas e rápidas. A banda de abertura, It’s All Red, mais do que competente para fazer as honras. As meia-entradas para membros do Heavy Talk Club (clique aqui para saber mais) funcionaram sem nenhum contra-tempo. A própria equipe do Megadeth elogiou a produção do evento em Porto Alegre, destacando como uma das melhores da turnê.

Não só Porto Alegre como Brasil fazendo bonito. Na montagem do palco e em cima dele. Kiko Loureiro roubou a cena e jogou Dave Mustaine para a posição de coadjuvante. A todo tempo ovacionado pelo público, o guitarrista demonstrava energia e um enorme sorriso no rosto. Dividiu diversos backing vocals com o baixista Dave Ellefson e assombrou em técnica… Os solos mostraram um Kiko Loureiro que eu nunca havia visto no Angra.

Dave Mustaine não ficou com ciúmes da atenção dada ao guitarrista brasileiro. A química em palco é explícita e o polêmico (e twitteiro) frontman parece bastante satisfeito com a parceria. Como Mustaine sempre tem que dar uma de Mustaine, protagonizou um momento de afronta e risadas… Um cartaz foi arremessado ao palco pedindo autógrafo. Não seria uma questão séria, se o tal cartaz não tivesse acertado o rosto de Dave. Amassou, limpou a bunda e encerrou o episódio com dois dedos médios apontado ao fã (que com certeza se arrependeu da ideia).

O setlist foi muito semelhante ao que prevemos em nossa publicação (clique aqui para ler). Mesmo sem nenhuma grande surpresa, o peso, precisão e tesão de tocar do Megadeth incendiou um público composto por milhares de pessoas. A repercussão provavelmente garantirá casa lotada na próxima visita da banda à cidade. Torcemos que não demore.

Setlist:

 

 

Web Editor/Journalist / SEO / Web Analyst at Koetz Advocacia and Produtor de Conteúdo at Heavy Talk Past: Cipex Idiomas Tramandaí and Jornal Dimensão Studied Journalism at Unisinos

 
Categoria: News · Resenhas
Tags:




Deixe seu comentário





0 Users Online
 
HEAVY TALK - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com