Helloween faz um Halloween épico no Brasil
Postado em 12 de novembro de 2017 @ 20:26 | 218 views


Com 33 anos de carreira, o Helloween foi uma das bandas que criou o power metal e é, até hoje, uma das maiores influencias para bandas do gênero.

Essas três décadas de história estão sendo brilhantemente comemoradas em uma extensa turnê batizada de Pumpkin United. A tour realiza o sonho de boa parte dos fãs ao trazer aos palcos os três vocalistas que marcaram o legado do Helloween.

Kai Hansen foi o primeiro responsável pelos vocais na banda (além de tocar guitarra). Sua voz marcou o álbum de estreia do grupo em 1985, chamado Walls Of Jericho. Mas em 1987 decidiu fixar apenas no posto de guitarrista e deixar a cantoria por conta de outra pessoa. Em 1988 deixou o Helloween para fundar o GammaRay – onde, curiosamente, também foi vocalista por um longo tempo e abandonou o microfone para ficar apenas na guitarra.

O vocalista que entrou no lugar de Hansen em 1987 foi Michale Kiske. Foi com ele que foram lançados os renomados álbuns Keepers Of The Seven Keys Part I e II. Dono de potentes agudos, Kiske é considerado por maioria das fãs do Helloween como um dos melhores vocalistas do mundo. Além dos álbuns Keepers, foi a voz também dos discos Pink Bubbles Go Ape e Chameleon. Algumas divergências resultaram na demissão de Kiske em 1993.

Foi então que o vocalista da banda Pink Cream 69 foi convidado para o posto e se tornou a marca registrada da banda nos últimos 15 anos. O carismático Andi Deris assumiu a difícil tarefa de carregar o legado do Helloween, e o tem feito com maestria até os dias de hoje.

Diz o ditado que duas cabeças pensam melhor do que uma. Talvez três cabeças cantem melhor do que uma também. É o que podemos concluir com o êxtase provocado pela banda nos fãs ao redor de todo o planeta – e felizmente também no Brasil – com a turnê que reúne em um único show Kai Hansen, Michal Kiske e Andi Deris.

 

Veja abaixo a cobertura de um dos shows em solo brasileiro.

Nos ajude a manter nosso canal vivo com apenas 3 reais por mês. Clique aqui e saiba mais!

 

O Brasil recebeu três datas do Helloween, sendo duas delas em São Paulo e uma em Porto Alegre. Em ambas as localidades, presentes especiais: São Paulo teve a honra de ter os shows registrados para um futuro DVD. Porto Alegre foi marcada com uma data emblemática, 31 de outubro, e pode comemorar o Halloween com o Helloween. A produção impecável foi por conta da Abstratti Produtora.

O fato de ser uma quinta-feira não intimidou em nada o público gaúcho, que chegou perto de lotar o Pepsi On Stage (que comporta 5.500 pessoas). Aliás é injusto usar o termo “público gaúcho” uma vez que muitas pessoas vieram de outros estados para ver o show dos alemães (Santa Catarina, Paraná, Brasília, entre outros). De longe ou de perto, até agora nenhum reclamação do que foi apresentado.

Em um dos palcos mais bem elaborados da história da banda, uma passarela permitiu ao público uma experiência rara em se tratando de shows de heavy metal. Embora a preferência maior seja pelo vocalista Michael Kiske, o clima de competição entre os cantores é zero. Cada um com sua particularidade, a platéia acha espaço para distribuir sua devoção igualitariamente entre os três.

Foram quase três horas de show recheados de clássicos das três fases da banda. Se havia alguma mágoa do passado, estamos convencidos de que se extinguiu (ao menos naquilo que podemos ver em cima do palco). Veja abaixo a galeria de fotos.

Fotos por Day Montenegro, da Rock Noize

Entre tantas manifestações épicas de emoção e nostalgia, o grupo decide levar ao palco mais um membro do passado, que não pode mais comparecer fisicamente. O baterista Ingo Schwichtenberg deixou a banda em 1993 para cuidar de sua saúde e seu problema com o abuso de álcool e drogas. Ingo sofria de esquizofrenia e abandonou a medicação devido à profunda depressão após perder o pai. Em 1995, cometeu suicídio ao se arremessar em frente a um metrô em Hamburgo. A homenagem foi feita durante o solo de bateria, onde o atual baterista Daniel Löble abre um portal no tempo ao realizar uma jam com um Ingo do passado projetado no telão.

Michael Weikath e Markus Grosskopf são os dois membros fundadores que permaneceram na banda desde o seu início. Inclusive, conversamos com Grosskopf em uma das únicas entrevistas da banda no Brasil para que ele nos contasse como surgiu a ideia de realizar uma turnê como essa e quais foram as questões mais difíceis para que ela se tornasse realidade. Na mesma entrevista, confessou que não houve convite para que outros ex-membros (Uli Kusch e Roland Grapow) se juntassem para a turnê, uma vez que a ideia principal era comemorar a fase dos três primeiros discos (Walls Of Jercicho e os Keepers).

 

Assista abaixo nossa entrevista exclusiva com Markus Grosskopf (ative as legendas)

Nos ajude a manter nosso canal vivo com apenas 3 reais por mês. Clique aqui e saiba mais!

 

A noite marcou o coração dos fãs e a memória de cada um com a execução de vinte e duas canções em uma reunião inesquecível. Um dos eventos de maior grandeza no heavy metal nos últimos anos, quem perdeu algum dos shows que torça pela oportunidade (ou viaje atrás de uma) para conseguir presenciar a Pumpkin United Tour. O futuro dessa reunião ainda é incerto, mas pelo menos até o final de 2018 uma série de shows ainda deve percorrer o mundo, visto que a agenda da banda já confirmou datas até 15 de setembro.

Setlist | Helloween em Porto Alegre | 31 de outubro de 2017

Halloween
(com Michael Kiske & Andi Deris)

Dr. Stein
(com Michael Kiske & Andi Deris)

I’m Alive
(com Michael Kiske)

If I Could Fly
(com Andi Deris)

Are You Metal?
(com Andi Deris)

Kids of the Century
(com Michael Kiske)

Where the Sinners Go
(com Andi Deris)

Perfect Gentleman
(com Michael Kiske & Andi Deris)

Starlight / Ride the Sky / Judas / Heavy Metal (Is the Law)
(com Kai Hansen)

Forever and One (Neverland)
(com Michael Kiske & Andi Deris)

A Tale That Wasn’t Right
(com Michael Kiske & Andi Deris)

I Can
(com Andi Deris)

Livin’ Ain’t No Crime / A Little Time
(com Michael Kiske)

Why?
(com Michael Kiske & Andi Deris)

Sole Survivor
(com Andi Deris)

Power
(com Andi Deris)

How Many Tears
(com Andi Deris, Michael Kiske)

Eagle Fly Free
(com Michael Kiske)

Keeper of the Seven Keys
(com Michael Kiske & Andi Deris)

Future World
(com Michael Kiske)

I Want Out
(com Michael Kiske & Andi Deris)

 

Formado em jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) desde 2014, iniciou a jornada nesse meio colaborando em diversos sites especializados em rock e heavy metal ainda em 2007. Fundador do Heavy Talk.

 
Categoria: News · Resenhas
Tags:




Deixe seu comentário





0 Users Online
 
HEAVY TALK - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com