Steve Harris diz que mais fãs de Iron Maiden gostam de álbuns com Blaze atualmente
Postado em 04 de agosto de 2019 @ 23:30 | 1.233 views


O baixista e fundador do Iron Maiden falou que a aceitação dos álbuns X Factor e Virtual XI aumentaram ao longo dos anos.

Após a saída de Bruce Dickinson em 1993 para focar na carreira solo, uma grande promoção mundial buscou um novo vocalista para o Iron Maiden (incluindo Andre Matos e Edu Falaschi como indicações, à época). Quem ficou com a vaga foi o britânico Blaze Bayley, gravando dois discos entre 1994 e 1999.

Em um estilo bastante diferente daquele que havia sido definido na banda, muitos fãs contestaram a escolha. Após apenas 5 anos, Bruce Dickinson retornou ao Iron Maiden, enquanto Blaze foi quem seguiu como cantor solo.

Steve Harris concedeu uma entrevista ao Trunk Nation (programa de Eddie Trunk na SiriusXM), que abordou o fato do atual setlist do Iron Maiden incluir duas músicas gravadas por Blaze.

Estamos tocando ‘The Clansman‘, que é do Virtual XI de 1998, e estamos tocando ‘Sign Of The Cross‘, que é do The X Factor de 1995. Nós já tocamos elas antes com Bruce. Ele realmente gosta dessas músicas, então ficou feliz em cantar. E eu não vou reclamar, porque estou feliz fazendo essas canções. Mas eu acho que mistura um pouco o set. Eu sei que que estes dois álbuns não são tão conhecidos como alguns outros, especialmente nos Estados Unidos, mas são músicas realmente boas e, ao vivo, eu acho que elas aparecem naturalmente“.

Harris também respondeu sobre defender as músicas gravadas durante o reinado de Bayley: “Definitivamente. Na época eu disse que acreditava que muitas pessoas iriam, no futuro, gostar muito mais desses álbuns e talvez entender eles um pouco mais, dar mais chance a eles. E é o que está acontecendo. Muitas pessoas estão curtindo mais esses álbuns agora. Eu acho que há canções muito, muito boas em ambos os discos, e elas se destacam para mim mais do que os outros álbuns. Eu acho que você precisa ouvir as coisas algumas vezes, e muita gente não conseguia passar do fato de termos um cantor diferente. Mas foi melhor recebido no restante do mundo, realmente. Nos Estados Unidos foi um pouco mais estranho. Mas acho que muitas pessoas estão encontrando um caminho, dando uma segunda chance, e realmente gostando deles“.

O ex-vocalista Blaze Bayley já conversou com o Heavy Talk em duas entrevistas (2010 e 2016). Assista abaixo:

 

Formado em jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS) desde 2014, iniciou a jornada nesse meio colaborando em diversos sites especializados em rock e heavy metal ainda em 2007. Fundador do Heavy Talk.

 
Categoria: News
Tags:




Deixe seu comentário





0 Users Online
 
HEAVY TALK - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com