Aquiles lança nota sobre polêmica com ex-vocalistas
Postado em 04 de agosto de 2016 @ 11:07 | 120 views


Após toda a repercussão gerada pela publicação do ex-vocalista Nando Fernandes, o baterista do Hangar, Aquiles Priester, soltou uma nota se desculpando e revelando outras questões que ocorreram.

Em resumo, Aquiles comentou que vocalistas normalmente procuram glamour dentro de uma banda, ajudando menos que os demais na execução de algumas tarefas. Frente a isso, Nando Fernandes (um dos ex-vocalistas do Hangar) publicou em seu perfil no Facebook uma nota de repúdio às palavras de Aquiles. Em pouco tempo, ganhou apoios de outros dois ex-vocalistas da banda (Humberto Sobrinho e Andre Leite).

Após uma ampla repercussão, que gerou uma série de críticas unilateral contra o baterista, Aquiles lançou a seguinte nota em sua página oficial:

Será que ex-vocalista é igual ex-mulher?
Eu não sei, pois nunca tive ex-mulher, mas tenho alguns ex-vocalistas…
E eu nunca ouvi ex-mulher falando bem de ex-marido.
Nando, Humberto e André,

Desculpem por eu não poder responder antes, estou em Los Angeles mixando o novo DVD do Hangar e estou muito feliz com o resultado até o momento. Preciso dizer que todas as interpretações de vocês, que foram imortalizadas nos nossos discos, estão no DVD interpretadas pelo nosso atual vocalista, o Pedro Campos.

Em primeiro lugar, preciso pedir desculpas a todos vocês, pois me excedi naquela entrevista. Tínhamos recém saído do palco e eu ainda estava em êxtase pelo belíssimo show da banda no Anime Friends de Porto Alegre, que é a casa do Hangar. Mas isso não é justificativa e peço desculpas novamente.

Essas brincadeiras e perguntas com ex-vocalistas é uma coisa corriqueira nas entrevistas da banda e a gente aceita numa boa, tanto é que as brincadeiras são feitas na frente do nosso atual vocalista, o Pedro Campos. Prometo que isso jamais vai se repetir e vamos cuidar bastante desse assunto a partir de agora.

Em segundo lugar, sou muito grato por tudo que vocês fizeram pela banda e se nós conseguimos lançar um disco hoje como o “Stronger than Ever”, preciso admitir que ele jamais seria possível sem a evolução da banda ao tocar com profissionais tão competentes e comprometidos com o heavy metal como vocês.

Não me arrependo em momento algum de ter tirado do caixa da banda adiantado (ou do meu próprio bolso), recursos financeiros para ajudar vocês a pagarem condomínio, aluguel, água, luz, telefone, supermercado, etc antes da gente iniciar uma parte da tour e amenizar esses problemas rotineiros de vocês. Também não me arrependo da banda ter pago para alguns de vocês, passagens aéreas por causa dos problemas familiares que vocês tiveram por ficarem tempo demais na estrada dentro de uma van ou ônibus. Muito menos de ter acordado em pagar um “fee” mensal para um de vocês (com ou sem shows da banda), para que você pudesse se concentrar melhor no seu trabalho com a banda.

Também me lembro de uma vez, que um de vocês não quis ir realizar um show da banda numa cidade pequena no estado de Santa Catarina, pois achava que isso não agregaria em nada para a carreira da banda. E nos enviou um e-mail 48 horas antes, dizendo que não faria o show e que poderíamos colocar um “sub”, como é feito em bandas que tocam covers. Tivemos que arrumar uma passagem aérea para que o show acontecesse e após o show você ainda falou: – Nossa, ainda bem que viemos, pois o show foi incrível…

Não me arrependo de nada disso mesmo, pois é isso que uma banda faz para manter a formação, tenta contornar e resolver os problemas. Infelizmente não foi o suficiente, pois alguns de vocês imaginavam que iriam comprar casa e carro com as vendas de um disco e com a realização dos shows e venda de merchandising de uma tour. Me lembro da gente ter tido reuniões intermináveis explicando que não era tão simples assim, mas o ser humano tem esse poder de esperança e superação que eu acho incrível.

E me desculpe também do fundo do meu coração por não ter aceito um de vocês de volta na banda, quando você pediu para voltar. Sim, eu pessoalmente recebi a sua solicitação através do nosso amigo em comum, um dos proprietários do Estúdio Mr. Som de São Paulo. Infelizmente tivemos que declinar a sua proposta (mesmo sabendo que seria incrível para a banda), mas já tínhamos um acordo com o Pedro Campos, que já está empatado com o nosso eterno vocalista Michael Polchowicz, pois ele também já gravou dois discos com a banda…

Nada mudou desde que vocês deixaram a banda e para colocar o disco “Stronger than Ever” em produção, já gastamos em torno de R$78.000,00 com pré-produção, gravação, mixagem, masterização, produção de dois vídeo clipes, gravação, mixagem e edição de imagens do DVD, prensagens, etc, etc, etc. E acho que vem mais por aí e nesse valor não estão computados as despesas pessoais de cada um.

Sabemos que essa grana não vai voltar, mas estamos fazendo isso porque é isso que banda precisa fazer. Não vamos mudar o padrão de qualidade da banda por causa do mercado. Vamos fazer da forma que sempre fizemos.

Me lembro que quando vocês deixaram a banda, também deixaram documentos assinados e registrados em cartório com essa rescisão, seja ela qual for. E ainda tem um de vocês que sempre recebe as novas prensagens (do disco que você gravou), adiantado de acordo com o lote de produção. Com o Hangar esse assunto sempre foi “preto no branco”. Portanto tenho certeza que estamos em dia com todos vocês, pois de outra forma, vocês não teriam assinado tais documentos de livre e espontânea vontade.

Termino esse texto me desculpando mais uma vez por tudo isso, e dizendo que vamos estar na Expomusic desse ano lançando novo DVD do Hangar Live in Brusque-SC e tenho certeza que vocês também estarão por lá lançando algum material inédito das bandas de vocês, certo?

Espero encontrar vocês por lá e poder dar um grande abraço em cada um e botar um final feliz nesse assunto.
Fiquem na paz! Desejo o melhor para todos vocês.

Aquiles Priester

Assista abaixo a entrevista que contém o comentário que desencadeou o conflito:

 

 

Em tempo, o Heavy Talk gostaria de esclarecer que não mediu o tamanho do conflito que geraria ao publicar qualquer conteúdo que tenhamos lançado. Foi uma situação específica que saiu de controle, inflamando milhares de pessoas. Não é nosso objetivo fomentar a desunião entre artistas ou bandas.

Web Editor/Journalist / SEO / Web Analyst at Koetz Advocacia and Produtor de Conteúdo at Heavy Talk Past: Cipex Idiomas Tramandaí and Jornal Dimensão Studied Journalism at Unisinos

 
Categoria: News
Tags:




Deixe seu comentário





0 Users Online
 
HEAVY TALK - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com