Maximus Festival: Cartaz, datas e previsão de bandas que irão tocar
Postado em 22 de novembro de 2016 @ 14:31 | 541 views


O bem-sucedido Maximus Festival levou dezenas de milhares de headbangers à loucura em 2016 com um line-up de extrema qualidade e já tem data marcada para a edição 2017.

A edição 2017 do Maximus Festival já estava confirmada, mas houve uma pequena alteração nas datas. Agora a produção do evento confirmou que os dias serão 6 de maio, em Buenos Aires, e 13 de maio, em São Paulo. Em meio a um oceano de elogios, uma das poucas críticas disparadas contra o evento foi o fato deter acontecido em um feriado no meio da semana (7 de setembro) e as pessoas precisarem trabalhar no dia seguinte. Desta vez, ocorrerá em um sábado.

Além da nova data, também foi revelado um novo cartaz (bem mais atrativo do que o da edição anterior, por sinal). A referência ao filme Mad Max é mais do que óbvia e a arte traz, por enquanto, apenas a informação das datas, sem confirmar nenhuma banda.

 

 

Apesar de nenhuma banda estar confirmada, nós do Heavy Talk possuímos alguns palpites baseados na última edição do festival. Essa não é uma informação oficial e não possui nenhuma relação com a organização do evento. Trata-se apenas da observação de como o cenário do heavy metal se encontra e, dentro disso, quais seriam as maiores possibilidades.

 

 

A escolha do Maximus 2016 para as apresentações nacionais foi muito feliz, uma vez que claramente selecionou os grupos por sua qualidade, e não popularidade. Todas as bandas ainda não são grupos que explodiram em algum cenário do Brasil, mas são excelentes e se adaptavam ao conceito do festival.

Contando com que isso permaneça dessa forma, ótimas opções de sons nacionais para o evento são a Rebel Machine e a Cattarse, de Porto Alegre. A Amenize também é uma tijolada que cai muito bem com o estilo do Maximus. Outra banda nacional que está prometendo é a Storm Sons, projeto com canções em inglês de Cadu Pelegrini (Kiara Rocks). Por fim, a banda Parallax, que também já tocou no Rock in Rio, tem um futuro promissor, principalmente com a destacável participação do vocalista Christopher Clark no programa X Factor Brasil, da Band.

Uma grande aposta da edição 2016 foram bandas de hard rock com uma pegada mais contemporânea. Algumas delas, Como Shinedown e Black Stone Cherry, possuem uma base ainda pequena (porém fiel) de fãs no Brasil. Algumas bandas que se encaixam na mesma características e podem cair nas graças do público brasileiro são We Are Harlot e Black Tide. Esta última, migrou notavelmente do hard rock para algo mais próximo do metal, se assemelhando com o som que hoje é feito pelo Bullet For My Valentine.

Halestorm é uma banda emergente aqui no país, principalmente após a apresentação no Rock in Rio, transmitida pela Multishow. Repetindo a excelente participação feminina de Lzzy Hale, o The Pretty Reckless de Taylor Momsen é uma boa possibilidade. Outro grupo que se apresentou no Rock in Rio e ganhou diversos fãs brasileiros foi o Gojira.

Também se destacaram pelo peso no Maximus 2016 o Disturbed e o Hellyeah. O Disturbed é uma banda mundialmente conhecida, mas que é muito maior nos Estados Unidos do que fora dele. Outro grupo que possui a mesma característica e seria um bom substituto é o Five Finger Death Punch. Nessa mesma linha, o In This Moment também é uma banda com a agressividade perfeita para o Maximus.

Os headliners de 2016 foram Marilyn Manson e o insano Rammstein. Apostaria que um dos responsáveis por fechar a noite em 2017 seja o Avenged Sevenfold. O grupo sempre foi comparado ao Bullet For My Valentine (que se apresentou em 2016) e acaba de lançar o álbum The Stage. Desde o álbum Nightmare, de 2010, é comum que a banda visite a América do Sul logo que lança um novo disco. A agenda da banda está comprometida apenas até março, então é uma possibilidade.

O Rammstein é uma banda quase impossível de se encontrar algo semelhante. Porém, pela capacidade de performance, achamos que seria interessante contar com o Slipknot. A banda já foi odiada pelos fãs clássicos do metal. Como o Maximus carrega essa característica de estar aberto a algo mais moderno, seria o ambiente ideal para encaixá-los. O problema é a inconstância que a banda vem passando. De qualquer forma, festivais semelhantes a este os recebem com bastante frequência.

Segue um resumo de nossas apostas.

Palco Thunderdome (nacionais): Rebel Machine, Cattarse, Amenize, Storm Sons e Parallax.

Palcos Rockatansky e Máximus: We Are Harlot, Black Tide, The Pretty Reckless, Gojira, Five Finger Death Punch e In This Moment.

Headlinders: Avenged Sevenfold e Slipknot.

Dentro de alguns meses, veremos o quanto acertamos. Enquanto isso, veja abaixo nosso vídeo cobrindo o Maximus Festival 2016!

 

 

 

Web Editor/Journalist / SEO / Web Analyst at Koetz Advocacia and Produtor de Conteúdo at Heavy Talk Past: Cipex Idiomas Tramandaí and Jornal Dimensão Studied Journalism at Unisinos

 
Categoria: Artigos · News
Tags:




Deixe seu comentário





0 Users Online
 
HEAVY TALK - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com