Conheça o Sonata Arctica, que chega ao Brasil em maio
Postado em 30 de março de 2017 @ 21:24 | 1.085 views


Quando você fala em Sonata Arctica, logo vem à mente a loucura do vocalista Tony Kakko e sua banda conhecida por tocar um power metal melódico. De fato é isso que o Sonata sempre fez questão de fazer, mas a história da banda é muito mais rica do que a imagem que a banda passou nos mais de 20 anos de carreira.

Originária da cidade de Kemi, na Finlândia, a banda começou como um trio instrumental, mas não demorou muito para o carismático vocalista Tony Kakko ocupar o posto de vocalista/tecladista na Tricky Beans (que depois virou Tricky Means).

Algumas demos gravadas, ensaios e pequenos shows na região começaram a criar uma certa fama ao Sonata (que agora já atendia pelo nome que ficou conhecido ao redor do mundo). A Finlândia no final dos anos 90 era um dos maiores celeiros de bandas iniciantes no metal, e que hoje em dia são nomes consagrados mundialmente, como é o caso do Children of Bodoom, HIM, Apocalyptica, The Rasmus e Nightwish.

De uma demo enviada para uma das maiores gravadoras da Escandinávia, Spinefarm Records, o Sonata não só conseguiu um contrato, como também o lançamento de um dos seus discos mais amados pelos fãs, Ecliptica.

Algumas alterações importantes aconteceram na banda nessa primeira fase dos anos 2000. Kakko passou a ser apenas vocal com a adição do tecladista Mikko Härkin (sim, aquele do projeto Symfonia), o que não significou que ele abandonou totalmente o teclado, visto que às vezes dividia as teclas literalmente com Mikko. Também tiveram a perda do baixista Janne Kivilahti que deu lugar ao membro fundador Marko Paasikoski.

Entre 2000 e 2001, o Sonata dava um grande passo na sua carreira internacional. Lançaram dois EPs (Successor e Orientation), além do lançamento de Silence, seu segundo disco de estúdio que contava com a participação de Timo Kotipelto, do Stratovarius.

 

 

Não demorou muito e o Sonata Arctica já tinha tours na Europa, Japão e América Latina! Tudo isso em menos de 4 anos do lançamento do primeiro disco. Sem contar as tours ao lado de duas das maiores bandas de metal melódico de todos os tempos, Stratovarius e Gamma Ray.

E foi em 2002 que o amor com a América do Sul começou, mais precisamente com o Brasil. São Paulo, Brasília, Curitiba e Porto Alegre fizeram parte da Silence Tour, e com isso marcava o começo de um relacionamento que teria mais de 20 (sim, VINTE) shows no decorrer da carreira dos finlandeses. Em 2016 se completam 15 anos fazendo shows no Brasil!

2003 seria o ano do terceiro disco de estúdio, e diferente da maioria das bandas finlandesas, o Sonata Arctica parecia não engrenar uma formação sólida sem constantes mudanças. Foi isso que aconteceu mais uma vez. Mikko deu lugar ao simpático Henkka, que pode fazer a tour de divulgação de Winterheart’s Guild.

Entre 2004 e 2005, o Sonata Arctica viveu uma das melhores transições em sua carreira. Após o final do contrato com a Spinefarm, assinaram com a maior gravadora de metal do mundo, Nuclear Blast (com quem continuam até hoje), fizeram tour abrindo para o Iron Maiden, foram convidados para tour europeia com o Nightwish (na época vivia o seu auge com Tarja Turunen no vocal, tanto que o Sonata teve a chance de abrir o último concerto com a soprano na banda, que originou o DVD End of An Era), lançaram mais um EP contendo covers, além de terem lançado Reckoning Hour, quarto disco de estúdio que vendeu mais de 100.000 cópias ao redor do mundo.

A essa altura do campeonato, Sonata Arctica já era considerado uma das bandas mais famosas e prestigiadas do metal melódico mundial, e foi aí que a guinada sonora do grupo começou.

Em 2007 a banda lançou Unia, evidenciando um som progressivo e bem diferente do habitual power. Além de marcar a saída de Jani, que deu lugar para Elias Viljanen, Kakko passou a adotar um novo discurso nas entrevistas, dizendo que a banda passaria a focar mais no progressivo, o que não agradou alguns fãs da fase antiga.

 

 

Nos dois anos seguintes a banda continuou lançando material, sendo sempre uma das bandas mais ativas no catálogo da Nuclear Blast.

Ainda divulgando Unia, a banda voltou ao Brasil em 2008 para mais alguns shows. Em 2009 já começaram os preparativos para o lançamento de The Days of Grays. Aproveitando as turnês ao lado de nomes como DragonForce e Delain, o Sonata Arctica decidiu gravar seu segundo DVD na Finlândia, evidenciando o novo direcionamento musical e a boa fase.

Sonata Arctica é de longe uma das bandas que segue à risca o esquema de “um novo disco a cada dois anos”. Mal haviam divulgado o seu último CD de estúdio (e o DVD gravado em Oulu), e já estavam em estúdio preparando o que viria a ser Stones Grow Her Name, lançado em 2012.

Com quase mais trocas de membros do que discos lançados, foi a vez de Marko Paasikoski deixar o grupo e dar lugar ao conhecido Pasi Kauppinen.

O Sonata sempre soube vender muito bem sua imagem, diferente de algumas bandas do seu país natal, e foi com essa habilidade que os fãs puderam acompanhar um pouco do processo de gravação no canal do YouTube, que originou o disco Pariah’s Child, lançado em 2014.

Assim que o disco saiu, voltando ao estilo power metal clássico, a banda engatou em uma gigantesca tour com mais de 100 shows (quase 20 somente no Brasil, durante 2014 e 2015) ao redor do mundo.

Quando você pensa que a banda entrará em algum hiato, eis que as redes sociais começam a receber enxurradas de notícias sobre um novo disco do Sonata. 2016 viu o lançamento de The Ninth Hour chegar no final do ano. Com uma belíssima capa feita pelo fotográfo Ville Juurikkala, a banda não só mostra que ainda tem lenha para queimar, como também que suas composições estão bem amadurecidas, mostrando a clara evolução de Tony Kakko como um grande compositor.

E é com esse último disco que o Sonata Arctica se prepara para voltar ao Brasil e assim completar mais de 30 shows em terras tupiniquins durante os últimos quinze anos! Ficamos no aguardo das surpresas que Tony Kakko e cia. irão trazer, pois um show do Sonata é garantia de diversão, hits e alma lavada. Nos shows de Porto Alegre e Curitiba, você pode aproveitar nossa promoção e ganhar 50% de desconto no valor do ingresso. Clique aqui para saber mais.

Além da promoção da meia-entrada (que não é sorteio… todos que fizerem o pedido ganharão o desconto) teremos também um sorteio de 2 ingressos para o show de Porto Alegre! Para saber como participar, clique aqui.

 

Aspirante a jornalista, além de ser designer e escritor. Trabalha como roteirista/apresentador no Heavy Talk e como administrador/editor no HIM Brasil. Grande pesquisador do metal nacional e principalmente do metal finlandês. Força Sempre!

 
Categoria: Artigos · News
Tags:




Deixe seu comentário





0 Users Online
 
HEAVY TALK - Official Website - All Rights Reserved 2017
Website by Joao Duarte - J.Duarte Design - www.jduartedesign.com